Se está a ver esta mensagem é porque está a utilizar uma versão antiga do Internet Explorer incompatível com o actual site da Fundação A LORD.

Actualize o Internet Explorer para a sua versão mais recente ou instale um dos navegadores de internet abaixo sugeridos por nós:


Internet Explorer

Mozilla Firefox

Google Chrome

Opera

Dinamização da Cultura, da Educação e da Sociedade

Encontro de coros | XVIII ORFFLORD | 10 junho

Datas: 10/06/2017 |Hora: 21:30 Localização: Auditório da Fundação A LORD, Lordelo Paredes

 

ORFEÃO DA FUNDAÇÃO A LORD 

A tradição musical em Lordelo (Paredes) remonta à primeira metade do século XX, época em que o Maestro Vergílio Pereira fundou, nesta cidade, o Orfeão Castro Araújo, que obteve a medalha de ouro no 1.º Concurso Orfeónico, realizado na cidade do Porto, em 1932.

Tentando retomar esta tradição, criou-se, em 1998, o Orfeão da Fundação A LORD, com o objetivo de continuar a sensibilizar a população para esta área cultural, incutindo-lhe o gosto pela música e permitindo ocupar, de forma profícua, os seus tempos de lazer.

Este coral é constituído por cerca de 27 elementos. Interpreta música vocal a capella, abrangendo contudo no seu repertório os mais diversos estilos.

A partir do ano 2000, e apesar da sua juventude, começou a participar em alguns eventos culturais organizados pela Fundação A LORD, tais como: o OrffLORD – Festival de Orfeões – e concertos de Páscoa e Natal. Tem vindo a apresentar-se em várias localidades do nosso País, destacando-se a sua participação, em colaboração com outros coros, num memorável concerto realizado na cidade do Porto, no dia 24 de junho de 2002, sob a direção do Cónego Ferreira dos Santos.

Em 2007, tendo em vista divulgar o trabalho já realizado, gravou um CD onde uma boa parte do seu repertório ficou registada. Através dos seus concertos, tem dado a conhecer a cidade de Lordelo e a sua Fundação.

Em abril de 2011, efetuou a sua primeira internacionalização ao participar no VIII Certame de Habaneras de Naron (Espanha).

O Orfeão da Fundação A LORD é dirigido pelo Maestro Luís Bovião Monteiro desde o seu início, tendo sido apresentado pela primeira vez em público, no dia 16 de junho de 1999, aquando do primeiro aniversário da Fundação A LORD. 

 

MAESTRO MANUEL LUÍS BOVIÃO MONTEIRO

Manuel Luís Bovião Monteiro nasceu na cidade do Porto, em 1972, iniciando os seus estudos musicais aos 10 anos, na Escola de Música da Banda de Rio Tinto.

Com 16 anos, ingressou na classe de trompete do Conservatório de Música do Porto, apresentando-se, enquanto trompetista e elemento do Coro de Câmara, em inúmeros concertos promovidos por este Conservatório.

Em 1991, frequentou como trompetista o XVIII Curso de Jovens Músicos, promovido pelo INATEL. De 1993 a 1995, integrou a Orquestra de Câmara HARPA, tendo passado por diversas bandas filarmónicas. De 1996 a 2008, destacou-se a sua colaboração com a Banda de Música da Trofa.

Ingressou no Instituto Superior de Contabilidade do Porto (ISCAP), em 1991, tendo, nesse ano, fundado a Tuna de Contabilidade do Porto, onde permaneceu até 1998.

Em 1995, foi convidado a fazer parte do Coro Cláudio Carneyro, destacando-se a sua deslocação a Inglaterra a convite da Associação Oporto/Bristol, em 2000.

Em 2005, participou no Festival Internacional de Música de Óbidos e em diversas apresentações do evento Música em São Roque, Lisboa.

Participou em vários cursos de direção, salientando-se os realizados pelos maestros: Robert Houllian, Marcel Van Bree e Baldur Brönnimann.

Em 2004 e 2007, foi convidado para se deslocar a Ponta Delgada, Açores, a convite do Coral de São José, para participar nos concertos da “Petite Messe Solennelle” de Giocchino Rossini e “Requiem” de Verdi.

Em 2004 e 2005, foi maestro da Banda Filarmónica de S. Mamede de Ribatua.

É maestro do Coro Litúrgico da Capela de N.ª S.ª da Ponte, em Rio Tinto, a partir de 2005.

Dirige o Orfeão da Fundação A LORD desde a sua criação, em 1998.

REPERTÓRIO 

Avé Maria – Giulio Caccini

Deliver Us (The Prince of Egypt) – Stephen Schwartz

Te Quiero – Mario Benedetti / Alberto Favero

Here I Am, Lord – Dan Schutte

Alma Llanera – Pedro Gutiérrez

Verde Vinho – Paulo Alexandre

 

CORAL DA MISERICÓRDIA DE SANTO TIRSO

Fundado em Outubro de 1998, e sempre dirigido pelo Prof. José Manuel Pinheiro, interpreta vários géneros musicais que vão da música erudita aos espirituais negros, passando ainda pela música popular de vários países.

Além de divulgar a música coral em todo o concelho de Santo Tirso, tem dado concertos em várias localidades do País tais como: Porto; Barcelos; Braga (Concerto de Natal, na Sé de Braga, integrado no projeto Ensemble); V. N. Famalicão; Gouveia; Fundão; Mira D’Aire; Chaves; Bragança; Tortosendo; Trancoso; Almeirim; Golegã; Barreiro, entre outras.

De referência particular, o intercâmbio efetuado com o Orfeão da AMEMO – Ilha de S. Miguel, Açores.

Internacionalmente, é de registar a sua participação em concertos musicais em Espanha: Pontevedra; Ourense; Soto del Barco; Vila de Navia e Langreo – Astúrias.

Organizou vários concertos ao longo da sua existência, com especial relevo, os Encontros de Coros Anuais; o I Encontro de Coros das Misericórdias; o I e II Encontros de Coros Ibéricos; Concerto com os Antigos Orfeonistas da Universidade de Coimbra; vários concertos integrados no projeto Ensemble, destacando-se os realizados na Sé de Braga; Mosteiro de Leça do Balio; Igreja Matriz de Ermesinde; Igreja Matriz da Trofa; Igreja Matriz de Amorim – Póvoa de Varzim; na Adega Cooperativa de STS com o concerto O Vinho, e os vários realizados nos Claustros da Igreja Matriz de Santo Tirso.

O projeto Ensemble é dirigido pelo Maestro José Manuel Pinheiro, e composto por cerca de 200 coralistas oriundos de vários grupos, tais como: Ensemble Vocal Pro Música; Coro da Misericórdia de Santo Tirso; Orfeão de Matosinhos; Coro da APDL; Laundos Ensemble; Pequenos Cantores de Amorim; Orquestra de Sopros de Amorim, entre outros.

 

 

MAESTRO JOSÉ MANUEL PINHEIRO

Concluiu, no Conservatório Nacional, o Curso Superior de Composição e frequentou, no Conservatório de Música do Porto, o Curso Superior de Piano e parte do Curso Geral de Violino e Canto. Obteve o grau de licenciatura em Música na Universidade de Aveiro e concluiu com distinção o mestrado em Choral Education (Music Education) na Roehampton University – Londres.

A sua atividade dominante incide sobre a pedagogia, educação e animação cultural-musical.

Leciona, no Conservatório de Música do Porto, as disciplinas de Organologia e de Acústica Musical e, no Curso de Música Silva Monteiro, a disciplina de Classes de Conjunto.

Conquistou com o “ENSEMBLE VOCAL PRO MUSICA” – projeto que fundou, em 1991, e do qual é diretor artístico desde então – vários prémios em concursos internacionais, sendo de destacar o 1.º Prémio – Diploma de Ouro na Categoria de Música Sacra, bem como o Grande Prémio do Concurso de Veneza, em Setembro de 2007. 

REPERTÓRIO

Teto na montanha – José Afonso / Arr.: Joaquim dos Santos

Garota de Ipanema (pop brasileira) – António Carlos Jobim

La puerca (trad. Venezuela) – Arr.: Néstor Zadoff

Morning has broken (trad. Celta) – Cat Stevens

Música em silêncio (do filme: Sozinho em casa 2) – Texto Daniel Santos / Arr.: José M. Pinheiro

When You Wish Upon a Star (do filme:  Pinóquio) – Leigh Harline e Ned Washington

 

CORAL POLIFÓNICA DA AVCR SAN MAMEDE DE ZAMÁNS

O Coral Polifónica da AVCR San Mamede de Zamáns realizou o concerto de apresentação no dia 20 de dezembro de 1997, no auditório da associação que lhe deu o nome, sob a direção de D. Enrique Lorenzo Vila. A partir da sua apresentação, atuou em diferentes auditórios de toda a Galiza e em localidades como: Gijón, Oviedo, Torrevieja, Villena, Lisboa, Porto, Ovar, Estoril e Cascais.

Participou no Festival de Villancicos organizado pela Caixanova de Vigo, sendo, nas participações de 2004, 2006 e 2010, selecionado para a grande gala final com os melhores grupos corais participantes no já referido festival, entre mais de cem grupos de toda a Galiza inscritos na mesma categoria.

Nos anos de 2008 e 2009, conseguiu o terceiro prémio e o prémio especial para o diretor mais destacado do concurso de corais do programa LUAR da TVG.

No ano de 2008, apresentou o seu primeiro CD, intitulado “Zamáns Canta”, com gravações ao vivo e como resumo dos seus primeiros dez anos de atividade coral.

O Coral da AVCR San Mamede de Zamáns conta com mais de quarenta vozes mistas e é dirigido, desde o início, pelo diretor e compositor D. Enrique Lorenzo Vila.

MAESTRO D. ENRIQUE LORENZO VILA

Nasceu no ano de 1970, em Vigo, e obteve o título de professor superior de trompa com  menção de honra, no Conservatorio Superior de Música de Vigo. Obteve o Diploma de Estudios Avanzados (DEA) com a especialidade de aprendizagem especial na Universidad de Vigo. É licenciado “CUM LAUDE” em orquestra e banda pela Royal School of Music de Londres.

Desempenhou funções de profesor de trompa solista em orquestras da Galiza, realizando concertos pelos principais teatros da América do Sul. Colaborou com orquestras, tais como Orquesta de la Compañía de Zarzuela Ruperto Chapí” de Madrid,  Sinfónica de Cannes, Barroca “Anxanum” de Itália, Orquesta de Cámara da Corunha e Filarmónica de Vigo.

Tem ministrado cursos de aperfeiçoamento e recitais de trompa em diversas cidades da Galiza e em Portugal, incluindo interpretações com a trompa alpina.

Foi professor e diretor da orquestra e banda do Conservatorio Mayeusis e do Conservatorio Profesional de Ourense, e diretor convidado das bandas municipais de Huelva e Lugo, assim como de outras bandas amadoras.

Atualmente, é profesor de trompa no Conservatorio Superior de Vigo e director da Agrupación Musical Atlántida de Matamá (Vigo).

REPERTÓRIO

Consolo – Francisco Rey Rivero

Barcarola Los Sobrinos del Capitán Grant” – Fernández Caballero

Paseando por el Malecón – Rosa Tarruell / G. Casielles

Suspiros – Francisco Rey Rivero

De Portugal – Popular

 

Partilhe!

Sem comentários.

Responder